Budapeste: dicas para 3 dias nesta linda cidade

O Destino hoje é Budapeste

Budapeste é com certeza uma das cidades mais bonitas que já visitei. Como toda cidade cortada por um rio, as belíssimas pontes ao longo do Danúbio fazem parte de um destaque a mais junto com a sua arquitetura antiga, que recebe um toque especial durante a noite, com uma iluminação que a torna ainda mais bonita e encantadora.

Budapeste-Panorama-Parlamento

Rio Danúbio

A capital húngara é resultado da junção de três cidades: Buda, Obuda e Peste. Fundada em 1873, 1/5 dos húngaros moram em Budapeste. Além de muita beleza, a cidade tem muita história, representada em monumentos e contada em suas principais atrações.

Budapeste oferece uma variedade enorme de bons hotéis e bem localizados. Ficamos hospedados no Hotel NH Budapest City, em Peste, próximo a uma estação de metrô da linha M3 e de bonde linha 2, que deixa bem no centrinho da cidade. O hotel é bem próximo ao Parlamento Húngaro e de excelente qualidade.

Budapeste-Metro

Estação do metrô

Fomos de Munique para Budapeste de trem, cerca de 7 horas de viagem. Uma combinação de cidades para férias, a partir de Munique, seria Munique (e arredores, como Füssen), Salzburg, Viena, Bratislava, Budapeste e Praga, indo de carro ou trem. Estas cidades ficam na mesma rota e é um roteiro super bacana, que em 15 dias dá para aproveitar muita coisa 🙂

Em três dias conhecemos os principais pontos turísticos da cidade. Budapeste dispõe de um bom sistema de transporte público, mas a grande sacada da viagem foi comprar um bilhete de um ônibus Hop-On Hop-Off com a validade de 48 horas, que me deu uma panorama geral da cidade e me levou para lugares mais distantes, onde não havia linhas de transporte, como a Citadella, de onde se tem uma das vistas mais bonitas da cidade. O valor para os dois dias foi 17 euros (uma promoção de inverno, mas creio que não mude muito para as outras estações), que incluía também um passeio que considero imperdível de barco no rio Danúbio (River Cruise), além de diversas cortesias e descontos para outros estabelcimentos e wifi no ônibus. Eu comprei o ticket na praça Erzsébet, estação de metrô Deák Square. O nome da empresa é Budapest Sighseeing.

Compre aqui antecipadamente o passe o ônibus Hop-On Hop-Off em Budapeste para  através da GetYourGuide e colabore com o nosso blog sem custos adicionais pra você 😉

E vamos ao que considero imperdível em Budapeste. 🙂

No lado de Peste, destacamos:

1 – Visita ao Parlamento Húngaro

Localizado na praça Kossuth Lajos Tér, ao lado da estação de metrô que passa a linha M2 e estação de bonde linha 2, é um dos passeios que não pode faltar na sua passagem por Budapeste. A praça e a sua arquitetura é simplesmente fantástica, merecendo uma visita também à noite, para admirar tudo iluminado.

Budapeste-Parlamento

Parlamento HÚngaro

A visita guiada no seu interior do parlamento é mais que obrigatória, mas para isso é você precisa reservar antecipadamente, através do site oficial. A bilheteria abre cedo (às 8h), mas as filas são geralmente enormes, então vale a pena fazer a reserva online. Cidadão europeu com apresentação de documento (passaporte ou identidade) custa a metade do valor. É possível fotografar no seu interior, exceto na sala onde está a coroa real.

Budapeste-Parlamento-Visita

Tour no Parlamento

2 – Basílica de São Estevão (Szent István-bazilika)

Localizada próxima a estação de metrô M1 (Bajcsy-Zsilinszky) é a igreja mais famosa da Hungria, marcada por muitos momunentos e objetos em pedras preciosas, de grande valor. Do alto de sua cúpula de 96 m de altura se tem uma vista bem legal da cidade, onde é permitida a visitação.

Budapeste-Basilica-SaoEstevao

Basílica iluminada vista do alto da roda gigante

3 – Avenida Andrássy, praça dos Heróis e seus arredores

Esta avenida é uma das mais importantes da cidade. A percorremos no ônibus hop on hop off, parando nos principais pontos, mas também há estações de metrô ao longo dela. Nela está a Ópera de Budapeste (onde você pode comprar ingressos para espetáculos), a praça Liszt F. (onde tem um cafe delcioso chamado Cafe California) e no final da avenida a esplêndida praça dos Heróis.

Budapeste-Opera-Herois

Opera, Praça Liszt F e Praça dos Heróis

Esta praça, que é a maior da cidade, foi declarada patrimônio da humadidade, composta por belíssimos monumentos simbolizando heróis húngaros e onde se encontra o museu de Belas Artes e o Palácio das Artes.

Budapeste-PracaHeroies

Próxima a praça tem um lago que no inverno, época na qual fomos, congela, se tornando uma grande pista de patinação no gelo ao ar livre. Um verdadeiro point de todas as idades.

Atravessando a ponte que sobrepõe o lago, encontramos em uma pequena ilha o castelo Vajdahunyad de um lado e do outro a termas Széchenyi, bastante tradicional na cidade.

Budapeste é bastante famosa por suas águas termais, há diversas na cidade. Não optamos em visitar desta vez.

Budapeste-Castelo-Termas

Patinação no lago, Castelo Vajdahunyad e Termas Széchenyi

4 – Rua Váci e arredores

Esta rua é o point das compras da cidade e uma ótima opção para a noite, com diversas opções legais para jantar. A rua é cortada pela ponte Elizabete, que é bem bonita com sua iluminação durante à noite e tem uma vista linda para o castelo de Buda.

Budapeste-RuaVaci

Rua Váci e arredores

5 – Caminhada noturna na margem do Danúbio

Na nossa primeira noite por lá após o jantar, resolvemos voltar à pé para o hotel (estávamos jantando na rua Váci) beirando o Danúbio e foi um dos passeios mais bonitos que fizemos. Fomos da ponte Elisabete até o Parlamento, passando pela incrível ponte das Correntes (Chain Bridge), avistando o castelo de Buda também todo iluminado.

Budapeste-CastelodeBuda

Castelo de Buda

Budapeste-PontedasCorrentes-ChainBridge

Ponte das Correntes

6 – Parada no mercado Central

O mercado Central (Great Market Hall) fica no final da rua Váci, onde você vai encontrar comida fresca – legumes, frutas, especiarias (muitas pimentas vermelhas), artesanato e lanchinhos legais tipicamente húngaros.

Budapeste-Dicas-MercadoCentral

Mercado Central

Lá provamos uma espécie de pizza húngara, chamada Langos. Por lá você pode tomar também a famosa sopa de Gulasch e degustar linguiça local. O mercado também é uma boa opção para comprar lembrancinhas da cidade mais artesanais, fugindo um pouco, por exemplo, de ímãs de geladeira.

Budapeste-MercadoCentral-Restaurantes

Vinho Hungaro, Lango e pimentas

7 – Casa do Terror (Terror Haza)

Este museu foi uma prisão durante a era nazista e comunista, que serviu de local para muita tortura e extermínio. O museu expõe objetos, fotografias, recortes de jornais e relatos reais da época, ao som de uma música meio rock-eletrônico e iluminação especial, que te faz entrar no clima hostil e de medo da época. Dentro é proibido fotografar.

Para a chegada ao lado de Buda, do outro lado do Danúbio, fizemos a travessia à pé pela ponte mais bonita da cidade, a ponte das Correntes, chegando a praça Clark Adam.

1 – Castelo de Buda (Budai Vár)

Um belíssimo conjunto de construções e monumentos históricos compõe o atual castelo de Buda, também patrimônio da humanidade, que no passado era conhecido como palácio real (Királyi-palota) e castelo real (Királyi Vár).

Budapeste-CastelodeBuda-PontedasCorrentes

Castelo de Buda e ponte das Correntes

O castelo atual é resultado de uma reconstrução que se deu início em 1950, depois de diversas construções, destruições e reconstruções desde a sua forma original, no século XIV.

Budapeste-CastelodeBuda1

Pelos pátios do Castelo de Buda

Nele fica o museu da História de Budapeste e a Galeria Nacional Húngara, ambos abertos para visitação.

A partir da praça Clark Adam, há duas formas de subir até o castelo de Buda: à pé ou através do trem, chamado Funicular de Buda, que é um pequeno trem, construído em 1870, para acesso ao castelo. Como havia uma fila imensa no dia que fomos, optamos por subir à pé (há indicações do caminho ao lado do embarque do Funicular). Apesar do frio no dia, a subida nos proporcionou uma vista incrível do outro lado da cidade.

Budapeste-CatselodeBuda-Funicular

Funicular de Buda e vista do alto do castelo

Consulte as informações sobre os preços e horários do Funicular.

2 – Igreja Mathias (Mátyas templon) e Bastião dos Pescadores (Halászbástya)

A igreja Mathias foi construída no século XII, marcada por seus belíssimos vitrais e esculturas. Ela pode ser visitada diariamente, de acordo com a programação disponibilizada no site oficial.

Próxima a igreja, fica o monumento Bastião dos Pescadores, construído de 1895 a 1902. Ele é composto por 7 torres em homenagem as 7 tribos que fundaram a Hungria, em 895. De lá se tem a vista mais bonita do Parlamento Húngaro, no lado de Peste.

Budapeste-Mathias-BastiaoPescadores

O frio estava tão forte, que nesta parte do passeio tirei poucas fotos

3 – Citadella

A Citadella é uma fortaleza que foi contruída no topo da colina Gallért em 1948, um ponto bastante estratégico, de onde se observava Buda e Peste, tendo assim o seu controle. Hoje é um dos pontos mais visitados pela vista maravilhosa que se tem da cidade e seus monumentos.

O acesso é complicado. À pé só com muita (mas muita!) disposição. Eu cheguei graças ao meu hop on hop off. Há também como chegar de taxi, creio ser difícil encontrar um taxi para descer.

Budapeste-Citadella-Dicas

Citadella

Nem em Buda e nem em Peste, o passeio River Cruise no rio Danúbio é imperdível! Há este passeio diariamente em diversos horários (de acordo com a empresa que oferece). Eu fiz este passeio de noite, lindo demais!

Compre aqui antecipadamente um lindo passeio tipo cruzeiro com jantar no Rio Danúbio através da GetYourGuide e colabore com o nosso blog sem custos adicionais pra você 😉

Budapeste-Rivercruise-Danubio

River Cruise no rio Danúbio

Para finalizar (pois já escrevi muito rs), minhas dicas gastrômicas.

1 – New York Café

Não deixe de ir ao café New York, tudo é maravilhoso e o lugar é um encanto!

Budapeste-Newyork-Cafe-Dica

A minha dica é pedir o chocolate quente com pistache.

Budapeste-Newyorkcafe-Dica

2 – Provar o vinho Tokaji e sopa de Goulasch

Uma ótima pedida é este vinho húngaro, que é servido também como um aperitivo. Delicioso. Aproveitei e comprei uma garrafa para trazer comigo em um mercado próximo ao hotel (custou em torno de 9 euros). E claro… tomar a deliciosa e tradicional sopa de goulash.

Budapeste-Dicas-Comidas

3 – Restaurantes de boa comida húngara

Indicamos dois restaurantes, que ficam na rua Váci, que serviam comida típica húngara, com bons preços e bom atendimento: Rustico e Fatál. Um detalhe é que no Fatál só aceita dinheiro como forma de pagamento.

Budapeste-Fatal-Restaurante

Fatal

Budapeste-Rustico-Restaurante

Rustico

Voltaria em Budapeste? Sim! Próximos planos é voltar no verão! Neste período que fomos estava muito frio, aconselho ir fora do inverno, principalmente para quem não curte muito frio. Mesmo assim, a impressão da cidade foi positiva: acolhedora, com preços ótimos, quando comparados aos países do outro lado da Europa e com uma gastronomia excelente.

Espero que curta as dicas 🙂

Planeje a sua viagem conosco!

O blog Destino Munique faz parte de programas de afiliados e usando os links a seguir, você coopera conosco SEM nenhum custo adicional na sua viagem, conseguindo ótimos preços e até mesmo descontos.

Hospedagem em Budapeste: reserve no Booking.com e aproveite as melhores ofertas de preços!

Seguro Viagem: garanta 5% de desconto na Seguros Promo usando o código DESTINOMUNIQUE5. Lembre-se: seguro viagem é OBRIGATÓRIO na Europa!

Aluguel de carro: alugue o seu carro na Rentcars garantindo as melhores formas de pagamento do mercado!

Chip de internet: fique sempre online com a Viaje Conectado, com uma cobertura excelente em toda Europa.

Tickets antecipados para atrações: Através da GetYourGuide você garante visitar as principais atrações no dia desejado na sua viagem, sem perder tempo com filas, além de passeios exclusivos.

Um beijo, Camilian

Conheça o melhor de Munique com quem mora e é encantada pela cidade.

Conheça os nossos tours privativos e em português, apresentando Munique no melhor ângulo pra você!

Confira o que os nossos viajantes contam sobre suas experiências em Munique & arredores conosco em depoimentos

Tours-Destino-Munique-Guia

Podemos te ajudar? Para dúvidas deixe o seu comentário abaixo e para orçamentos escreva um e-mail pra gente!

www.destinomunique.com.br


Saiba mais
Ilha Mainau, a ilha das flores na Alemanha

Ilha Mainau, a ilha das flores no Lago Constança

Malta com crianças, dicas, verão europeu

Malta no verão com crianças: dicas para um super roteiro!

Encontro Europeu de Brasileiros Blogueiros em Madrid, VEEBB

VEEBB: como foi o encontro da blogosfera brasileira na Europa em 2018

Augsburgo, dicas, Rota Romântica, Augsburg, Guia brasileira na Alemanha

Rota Romântica: Augsburgo, umas das cidades mais antigas da Alemanha

Dicas de Barcelona com crianças e bebês

Barcelona com bebês e crianças pequenas: dicas

Meersburg, Castelo de Meersburg, Dicas, Alemanha

Meersburg e os seus castelos no Lago Constança


Comentários

Fernando Ferreira

02/09/2017

Cidades gosto de muitas, mas verdadeira paixão só sinto por duas – Lisboa e Budapeste. E paixão não se explica nem se discute, simplesmente sente-se.

    Destino Munique

    03/09/2017

    😉

Ariel

05/03/2017

ola que mês foi para budapeste?estou pensando em ir em outubro!Achou os preços caros?

    Destino Munique

    06/03/2017

    Olá Ariel,
    Fomos em dezembro, entre Natal e Ano Novo. Achei os valores bons! 🙂